Páginas

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Afinal as minhocas na terra são importantes.


Você sabia que em cada metro quadrado de terra fértil, rica em matéria orgânica, existem entre 70 a 100 minhocas de várias espécies.
Neste caso as minhocas vermelhas, trabalham nas camadas superiores, onde existem muitos restos orgânicos pouco decompostos. Estes vermes melhoram a estrutura da terra, conferindo-lhe estabilidade e arejamento e melhoram a absorção da água e a sua drenagem.
Como se não bastasse, seus excrementos aumentam os níveis de azoto e fósforo até sete vezes mais, onze vezes mais potássio, seis vezes mais magnésio e duas vezes os de cálcio. As secreções presentes nos seus excrementos contem grandes quantidades de enzimas, bactérias e muitas substancias ativadoras da vida no solo.
O que é o húmus de minhoca?
O material que é depositado após passar pelo sistema digestivo das minhocas da terra é o chamado húmus de minhoca.
Resguardado o privilégio é obvio da água e da luz, nada pode ser mais natural para o teu jardim do que o húmus de minhoca. Nem estrume de vaca, nem estrume de galinha, nem solução de peixe é mais natural para o teu jardim do que o húmus de minhoca!
Pois todos esses outros compostos precisam ser levados até o seu jardim, não vão aparecer lá por acaso, somente o que você vai encontrar são as minhocas. A mãe natureza criou as minhocas à 570 milhões de anos atrás para tratarem da vida das plantas através da correta preparação dos solos.
A alimentação das minhocas se dá através do solo, comendo bocados de terra e assimilando restos de plantas (matéria orgânica), com isso o resultado é uma ótima alimentação para suas plantas, sem nenhum tipo de prejuízo para elas.
As minhocas da terra têm a habilidade única de aumentar os nutrientes e minerais na terra por cerca de 10 vezes mais do que as plantas iriam encontrar naturalmente. Estes minerais e nutrientes estão acondicionados de forma a garantir o melhor crescimento das raízes e respectivo desenvolvimento das plantas com a grande vantagem de não libertar qualquer cheiro desagradável!
O que deve ser observado é que o húmus de minhoca possui muitas bactérias benéficas. Estas bactérias são responsáveis por tornar o amônio do solo em nitratos. Nitratos são a forma mais simples de absorção de nitrogênio para as plantas. Assim como contêm estas bactérias benéficas, também contêm aminoácidos que ajudam no crescimento e no desenvolvimento das plantas.
Se você deseja fazer o tipo de cultivo hidropônico, o húmus de minhoca está disponível em líquido para assegurar todas as fases do desenvolvimento das plantas ou em aditivos para fornecer às plantas um crescimento explosivo.
Afinal o húmus de minhoca representa um investimento eficiente para o fornecimento de nutrientes indispensáveis às plantas e encontra-se disponível em qualquer local.

Produção de húmus de minhoca com resíduos orgânicos domiciliares
Hoje em dia um dos grandes problemas das cidades, é a produção sem controle algum de lixo, esse é um problema que atinge também as pequenas cidades, pesquisas mostram que, cada ser humano gera, em média, 5 kg de resíduos sólidos por semana, sendo cerca de 60% formado por resíduos orgânicos, isto significa 3kg por semana/pessoa, correspondendo a produção semanal de 150 t de resíduos orgânicos numa pequena cidade de 50 mil habitantes.
O que podemos fazer para amenizar esse problema, existem alternativas para isso?
Bem a coleta seletiva do lixo com reciclagem dos resíduos sólidos orgânicos está entre elas, em várias cidades do Brasil, onde a população e dirigentes públicos têm maior consciência sócio-ambiental, há ações nesse sentido visando minimizar as conseqüências ambientais do lixo, onde papelões, garrafas e metais são reciclados com resultados positivos de geração de emprego e renda em sistema cooperativista.
Quanto aos resíduos orgânicos, uma parte é levada para aterros sanitários, e a outra reciclada em usinas de compostagem e vermicompostagem (compostagem com minhocultura), com transformação desses resíduos em adubo orgânico de qualidade para utilização na agricultura, reflorestamento, parques e jardins municipais.
Mas não é só isso, mesmo em sua residência, o acondicionamento dos resíduos orgânicos para a produção de húmus pode ser realizado em recipientes de vários tipos e tamanhos: caixões de madeira, tubos de cimento, tambor descartado de máquina de lavar, caixas plásticas de colheita de frutas entre outros, caso haja espaço no quintal, o processo de vermicompostagem pode ser realizado diretamente no solo.

Como se não bastasse, além da questão ambiental, há um aspecto técnico muito importante na utilização dos resíduos orgânicos de cozinha para a produção de húmus de minhoca. Os resíduos, assim como o esterco, são fontes de microrganismos imprescindíveis no processo de reciclagem, dessa forma, substituem o esterco minimizando os custos e viabilizando a produção de húmus nas cidades. Outro aspecto positivo na utilização de resíduos orgânicos domiciliares é a riqueza em macronutrientes.

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

terça-feira, 3 de outubro de 2017